segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Um ano repleto de viagens - 2017

Mais um ano que está a chegar ao fim e outro que vai recomeçar repleto de esperança. 2017 ficou marcado por muitas mudanças a nível pessoal e também por viagens inesquecíveis em Portugal e no estrangeiro e foi na sua generalidade um ano bom. Para todos os que me seguem por aqui desejo-vos um feliz 2018, repleto de enormes sonhos, muita saúde e - como não poderia deixar de ser - com viagens inesquecíveis. 

As viagens de 2017



Fevereiro - A minha primeira viagem do ano foi a São Miguel, nos Açores. Comprovo que esta ilha me fascinou e deixou-me com muita vontade de conhecer um pouco mais deste fabuloso arquipélago.



Março - Neste mês rumei à Hungria onde visitei a sua bela capital: Budapeste. Como estava muito perto da Eslováquia achei que devia dar um saltinho a Bratislava e adorei a simpatia da sua gente e a sua tão recente história. Num fim de semana prolongado decidi também revisitar Vila Nova de Foz Côa e Torre de Moncorvo, para apreciar a beleza das Amendoeiras em Flôr.



Maio - A grande viagem do ano foi a São Vicente (Cabo Verde) e que maravilha que é esta terra quente e repleta de ritmo e simpatia. Visitei duas ilhas: São Vicente e Santo Antão e fiquei cheia de vontade de lá voltar muito em breve.

Junho - O mês de Junho foi maioritariamente passado na praia... na minha cidade: Espinho. E que bem que se esteve por ali neste primeiro mês de Verão.


Agosto - Com as férias aproveitei para passear pela Ecovia Litorial de Paramos - Espinho, fui até Aveiro assistir à Supertaça de Futebol e conheci a bonita Cascata da Cabreia em Sever do Vouga.



Outubro - Num dos dias mais quentes do ano e que infelizmente ficou marcado por uma vaga de incêndios que destruíram muita da beleza natural do nosso país, fui visitar a bela vila de Arouca que é extremamente organizada e bonita.


Novembro - A última viagem do ano foi à inesquecível aldeia de Piodão.

1 de Janeiro de 2018

domingo, 12 de novembro de 2017

Piodão

Apelidada de "aldeia presépio" devido à disposição das suas construções que foram erguidas em altura, Piodão distingue-se pelas suas lindas casas construídas em xisto com telhados de ardósia e portas e janelas pintadas em tons de azul. Para se chegar a Piodão é necessário fazer uma viagem repleta de curvas bem apertadas pela Serra do Açor. Mas apesar das sinuosas estradas, as vistas de cortar a respiração valem realmente a pena e são muito fascinantes. E assim que se chega a este pitoresco local, a Igreja de Nossa Senhora da Conceição destaca-se devido às suas paredes brancas e apontamentos em azul. Este monumento foi construído no século XVIII e é o cartão-postal desta  interessante aldeia.








Piodão
Novembro 2017

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Arouca

Arouca é uma aldeia portuguesa localizada na margem esquerda do rio Douro - entre o rio Paiva e o Arado. Uma região muito agradável onde se destaca a boa gastronomia, especialmente a vitela e o cabrito. A doçaria conventual é outra das grandes riquezas desta terra. As castanhas doces, os charutos de amêndoa, as barrigas de freira, as roscas ou as morcelas doces são confecionadas desde que as freiras habitam no convento e são verdadeiros "manjares dos deuses".

Um dos monumentos mais emblemáticos desta região é a Praça Brandão de Vasconcelos que alberga a bonita Capela da Misericórdia que foi edificada em 1612. 



O Mosteiro de Arouca é imponente. Fundado no século X, a vila desenvolveu-se em redor deste monumento que ganhou notoriedade com a ajuda de D. Mafalda, filha de D. Sancho I. Em 1256, D. Mafalda faleceu, tendo sido posteriormente beatificada em 1792. Um ano mais tarde os seus restos mortais foram transladados para este local, onde ainda hoje repousam numa urna feita em ébano, bronze, cristal e prata.

Outro dos locais a visitar em Arouca é a Capela de Santo António que foi construída no século XVIII. Este espaço fia localizado próximo do edifício dos Paços do Concelho.

Arouca
Outubro 2017